Mudanças de Políticas em Guildas de Ravnica

The New Docs

IPG | MTR

Eu estava pronto para fazer um anúncio de atualização tematizado com as guildas, até que eu descobri que a maioria das guildas com as quais me identifico estão somente no próximo set. Então, não temos mudanças dessa vez. Nos vemos em Ravnica Allegiance.

Brincadeira! Temos algumas guildas merecedoras rolando, outra seção de Comunicação e diversos pequenos esclarecimentos. Vamos a eles!

Vamos voltar a jogada

Há apenas uma mudança que merece mais do que uma linha ou duas dessa vez. Nós adicionamos uma seção sobre voltar atrás.

Antes que haja pânico acerca de estarmos permitindo os jogadores a mudarem de ideia para corrigirem erros, muito pelo contrário. Algumas “mudanças de jogadas” informais vem sendo permitidas por anos; o que nós fizemos foi publicar alguma filosofia a respeito para que os juízes possam abordá-las de um ponto de vista consistente.

Não estamos falando de xadrez em que meramente tocar uma peça te compromete a realizar uma ação. Esperamos que os jogadores tenham pensado a respeito de suas ações antes de tomá-las, mas também reconhecemos que pedimos aos jogadores para jogar num ritmo que permita que o jogo evolua. Se tivermos moldes que contenham uma pequena quantidade de perdão por erros de destreza como pegar o terreno errado, nós podemos sutilmente encorajar os jogadores a não ficarem paralisados se certificando de que não tomaram nenhuma ação física ou verbal que eles não pretendiam.

O que focamos é a informação ganha. Se um jogador toma uma ação, faz uma pausa e recebe uma resposta, a ação está feita. Mas se eles dizem “Terror naquela criatura, espera, não, aquela outra”, ou “Ilha, Terror no seu Escudeiro, hmm, eu preciso desse Pântano para jogar isso,” nós temos (inconsistentemente) perdoado; agora, temos um guia melhor sobre o que é importante aqui e o que deve ser perdoado. Claro, se o juiz está incerto acerca de alguma informação ter sido ganha, ele não deve permitir que a decisão seja revertida.

Notas Rápidas

* Voltando algumas atualizações, nós falamos bastante sobre comunicação e como é aceitável voltar ao ponto de uma jogada baseada numa informação equivocada do oponente (se possível). No entanto, essa não era uma opção caso a informação errada viesse de um juiz. Isto foi remediado; Juízes Mor podem desfazer jogadas feitas devido a mal julgamento de um juiz. Note que o mal julgamento de um juiz não é o mesmo que responder à pergunta que um jogador fez ao invés da que ele gostaria de ter feito!

* Assistência Externa costumava se referir à busca de informação “escondida”. Isto foi alterada para a mais acurada informação “privada”. Provavelmente, isto não afetará nenhuma regra; acredita-se que já vinha sendo feito dessa maneira mesmo.

* Jogadores com a inicial posterior costumavam ter o card removido (e a perda de jogo) quando dois jogadores do time estavam utilizando o mesmo card no formato Construído Unificado. Agora, qualquer decisão de mudança de decklist é feita pelo time, e o jogador que tem seu baralho alterado é que recebe a perda de jogo.

* Grand Prix Trials se tornaram REL Regular quando foram espalhados para as lojas. Agora que eles ocorrem apenas no dia anterior ao evento e são organizados por uma equipe altamente treinada, eles foram movidos de volta para o REL Competitivo.

* Uma correção parcial que pode cair em duas categorias de correção parcial é aceitável que receba uma correção parcial, contanto que o problema recaia inteiramente naquelas categorias. Isto estava ambíguo antes, então amarramos melhor as palavras.

* Zerar penalidades em eventos de múltiplos dias foi movido para o ponto de corte quando alguns eventos Grand Prix cortam para o 2º dia antes do término do 1º dia. O feedback era que as pessoas preferiam um corte mais limpo, então voltamos a zerar as penalidades no fim do dia.

* No espectro de perguntas que foram sempre mais teóricas do que práticas, agora tem-se uma resposta oficial quanto a quantos jogadores do time no formato Construído Unificado podem utilizar o card Ratos Implacáveis em seu baralho: um (apesar de poder utilizar quantas cópias ele quiser).
Também tem-se várias pequenas limpezas não-funcionais aqui e ali para facilitar a compreensão das coisas – veja o novo jeito de explicar o atalho da fase de combate! Obrigado a todos que fizeram sugestões ou apontaram erros. Particularmente obrigado a Nicolette Apraez, Paul Baranay, Carlos Ho, Isaac King, Yuval Tzur, Joseph Steet, Matt Braddock, Jurgen Baert, Matteo Callegari, Kevin Desprez e todos que enviaram sugestões de como detalhar o exemplo do Upgrade do Problema de Deck que precisava de melhorias. Eu fico sempre feliz em receber sugestões e ideias sobre como fazer as coisas melhores!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

You will not be added to any email lists and we will not distribute your personal information.